Nova Faixa 1,5 FGTS atende quem ganha até R$2.350

Dependendo da renda é possível conseguir um subsídio de até R$ 45 mil na Faixa 1,5. Quanto menor a renda, maiores serão os benefícios do programa habitacional.

Uma das principais mudanças do Minha Casa, Minha Vida 3 foi o anúncio de uma faixa intermediária para atender famílias de baixa renda. A Faixa 1,5 FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) vai atender as pessoas que ficavam excluídas do financiamento da primeira faixa por ganhar um pouco acima da renda máxima de atendimento.

Na faixa 1,5 FGTS serão atendidas as famílias que tiverem rendimentos entre R$ 1,8 mil e R$2.350. Nesse grupo o subsídio pode chegar a até R$ 45 mil, com taxa de juros de, apenas, 5% ao ano.

REQUISITOS

Abaixo confira os requisitos básicos para participar do MCMV – faixa 1,5:
  • Renda familiar entre R$ 1,8 mil e R$2.350;
  • Ser sorteado (tal como acontece na faixa 1);
  • Não ser dono ou ter imóvel financiado;
  • Nunca ter sido beneficiado por programas habitacionais;
  • Não estar cadastrado no CADMUT (Cadastro Nacional de Mutuários);
  • Não ter débitos com a União (CADIN);
  • Morar ou trabalhar no município em que deseja adquirir moradia por, pelo menos, dois anos;


Na faixa 1,5 não é preciso ter o nome limpo, pois assim como na faixa 1, não há consulta ao SCPC ou SERASA. 

Vantagens:
  • Financiamento de imóvel sem entrada;
  • Sem consulta ao SCPC ou SERASA;
  • Sem comprovação de renda – até autônomos e profissionais liberais podem se inscrever;
  • Taxa de juros de apenas 5% ao ano;
  • Prazo de pagamento de até 120 meses;
  • Subsídio de até R$ 45 mil;


Desvantagens:
  • Financiamento depende de sorteio, pois a demanda é maior que a oferta de imóveis;
  • Não é possível escolher o imóvel – Normalmente são imóveis em conjuntos habitacionais viabilizado pelas prefeituras em parceria com o MCMV;
  • Não há garantia de atendimento, já que ninguém sabe quando e se será sorteado;


COMO EFETUAR O CADASTRO

Segundo o Governo Federal, o cadastro se dará pelo site www.minhacasaminhavida.gov.br, nele os interessados poderão se inscrever, atualizar informações e conferir o resultado dos sorteios. Por enquanto ainda não é possível fazer o cadastramento online. A expectativa é que o serviço seja disponibilizado até o final do primeiro semestre de 2016. Enquanto isso a recomendação é procurar a secretária de habitação do município de residência para verificar a disponibilidade do cadastro.

Enquanto na faixa 1 o subsídio pode superar 90% do valor do imóvel, na faixa 1,5 FGTS o valor máximo que o beneficiário pode conseguir é R$ 45 mil. Além disso, a taxa de juros é a menor do mercado, apenas 5% ao ano.
0 comentários:
Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...