MCMV 3 pode não subsidiar o seguro nos financiamentos

A fase 3 do Minha Casa, Minha Vida pode começar com uma má notícia para quem pretende financiar a compra de uma casa ou apartamento popular pelo programa habitacional no ano que vem. O governo pode deixar de subsidiar o seguro dos financiamentos, com isso, o valor da prestação nos novos contratos aumentaria. O motivo seria falta de orçamento no Fundo Garantidor da Habitação Popular (FGHAB), que funciona como uma espécie de seguro, que quita o imóvel em caso de falecimento ou invalidez do mutuário.


Procurada, a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil confirmou a possibilidade disso acontece. Caso, o governo federal não aumente o limite do fundo, o valor do seguro deve ser repassado para o mutuário. A CEF se limitou a dizer que o Fundo Garantidor de Habitação já ajudou dois milhões de brasileiros desde a sua criação em 2009.

O seguro é obrigatório nos financiamentos imobiliários, ele quita o imóvel no caso de falecimento ou invalidez do financiador, bem como, arruma o imóvel em caso de danos causados por catástrofes naturais.

O des-subsídio do seguro habitacional deve atingir principalmente as famílias com renda superior a R$ 1,6 mil, pois é nessas faixas que o seguro é subsidiado. Já na faixa I (famílias com renda inferior a R$1,6 mil) a nova medida não deve afetar, isso porque o valor das prestações já é calculado de acordo com a renda, em contrapartida, o governo subsidia até 96% do valor dos imóveis.

Para que o seguro continue a ser subsidiado pelo governo seria necessário alterações na legislação, porém, isso é pouco provável devido ao momento crítico na economia que o país vem enfrentando. O seguro é uma despesa importante, pois ele influencia principalmente no valor das prestações, já que é cobrado mensalmente pela segurado ou via banco financiador.

Embora esteja em crise econômica, o Governo Federal, garante que os investimentos no Minha Casa Minha Vida serão mantidos, e que essa continuará a ser uma prioridade do governo da presidente Dilma Rousseff.

0 comentários:
Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...