Famílias de baixa renda conseguem financiamento com nome sujo

Ter o nome sujo é impedimento para conseguir praticamente quase tudo através de um banco, o inadimplente acaba não conseguindo emitir cartões de crédito, tirar empréstimo, etc. No entanto, mesmo uma pessoa com restrições no CPF pode conseguir financiar um imóvel pela primeira faixa do programa Minha Casa, Minha Vida do Governo Federal. Isso só é possível pois a primeira faixa é considerada de interesse social, nela não há análise de risco visto que a maior parte do valor do imóvel será custeada pela União através dos chamados “subsídios”.

A faixa I (um) é destinada exclusivamente para famílias de baixa renda, ela atende apenas as famílias cujo rendimento total bruto seja de até R$ 1,6 mil. Para adquirir um imóvel deste grupo é necessário que o pretendente seja sorteado, isso porque a demanda por imóveis é muito maior do que a oferta.

Subsídio – Neste grupo de financiamento o subsídio pode superar os 90% do valor do imóvel. Isso porque o valor da prestação é calculado tendo como base a renda familiar. Cada família paga, no máximo, 5% da renda (antigamente era 10%) durante 10 anos (120 meses). Com isso uma família cuja renda seja de R$ 1,6 mil paga, no máximo R$80,00.

FAMÍLIAS COM NOME SUJO

A Faixa I atende principalmente famílias que moram em áreas de risco, favelas, moradias irregulares, sub-moradias, etc. Por essa razão essa faixa é considerada pelo Governo Federal como “prioritária”, como o valor subsidiado pela União corresponde na maioria das vezes a maior parte do valor do imóvel. Não há análise de risco, em virtude disso até mesmo as famílias que estão com dívidas no CPF (Cadastro de Pessoa Física) podem conseguir um financiamento aprovado.

Não adianta procurar o banco diretamente – Muitas famílias comparecem a uma agência da Caixa Econômica Federal ou Banco do Brasil querendo financiar um imóvel pela faixa I do Minha Casa, Minha Vida, infelizmente isso não é possível diretamente. O interessado precisa se inscrever junto a prefeitura de seu município e aguardar ser sorteado, tido que a demanda por casas e apartamentos dessa faixa é muito grande.

Além de não precisar ter o nome limpo, a faixa I (um) não exige comprovação de renda. Com isso até mesmo os autônomos e profissionais liberais conseguem um financiamento no grupo de baixa renda (desde que a renda não ultrapasse o teto da faixa, que é R$ 1,6 mil).
0 comentários:
Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...