Como conseguir um apartamento do Minha Casa Minha Vida

O Minha Casa Minha Vida desperta o interesse da maioria dos brasileiros pois ele acaba sendo a esperança para sair do aluguel, visto que o valor das prestações é algo bastante atrativo, principalmente no caso dos financiamentos utilizando-se a faixa I (um), que é voltada exclusivamente para famílias de baixa renda. Na matéria de hoje tentaremos responder uma pergunta bastante recorrente aqui no blog, Como conseguir financiar um apartamento pelo programa Minha Casa Minha Vida do Governo? Essa dúvida é certamente a da maioria dos brasileiros, por essa razão criamos um post explicativo sobre o processo de aquisição de um financiamento, algo que não é tão simples.

  • Faixa I – renda familiar bruta de até R$1,6 mil.
  • Faixa II – Renda de R$1.601 a R$2.375,00
  • Faixa III – Renda acima de R$2.375,00

Baixa renda – Faixa I

Para uma família que se enquadre na faixa I a inscrição não é tão simples pois há o fator sorte envolvido no mecanismo de aquisição. Os interessados devem ser inscrever junto a companhia de habitação popular ou prefeitura de seu município, a partir daí o interessado entra em um cadastro, quando houver entrega de casas ou apartamentos ele deverá participar de um sorteio.

O interessado só é beneficiado por essa faixa caso seja selecionado. É preciso também atender a uma série de requisitos, tais como: morar no município em que pretende adquirir uma moradia, não possuir casa própria e nunca ter sido beneficiado por programas habitacionais (de qualquer esfera do governo).

Resumindo – Famílias de baixa renda precisam se inscrever junto ao seu município. O processo de seleção é feito através de sorteios, portanto não há garantia de atendimento.

Faixa II e III – Processo é o mesmo de um financiamento

Já para as famílias cujos rendimentos se enquadrem na faixa II e III o processo de financiamento é mais simples, pois não depende do fator “sorte”. É preciso que o interessado procure uma agência da Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil ou então diretamente uma construtora parceira do programa Minha Casa, Minha Vida.

Após escolher um imóvel compatível com o MCMV o interessado deverá enviar a sua documentação para que a instituição financeira analise seu crédito. Se aprovado o financiamento poderá ser liberado.

Como a segunda e terceira faixa se assemelha a um financiamento imobiliário convencional (exceto pelo fato de ter subsídio) o processo é bastante parecido. Porém fique atento pois na faixa II e III pode ser necessário dar entrada e o banco fará análise de risco no momento da contratação.

Um comentário:

  1. como me inscrever no programa minha casa minha vida

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...