Quem ganha menos de R$ 1,6 mil também pode realizar o sonho da casa própria

As famílias que ganham menos de R$1.600,00 não podem financiar a compra da casa própria diretamente pelos bancos, isso porque a renda não é compatível para realização de um financiamento habitacional. Mas nem por isso as famílias que ganham até três salários mínimos são excluídas da realização do sonho da casa própria, para elas existem os programas habitacionais, que tem papel importantíssimo para a redução do deficit habitacional no Brasil. O Minha Casa, Minha Vida (MCMV) é o maior programa habitacional do país, ele foi criado pelo Governo Federal e também atende as famílias que ganham entre zero e R$1.600 (renda familiar bruta).


Como a renda dessas famílias é inferior, foi preciso também criar mecanismos para que fosse viabilizado o pagamento.

Faixa I do Minha Casa, Minha Vida – Entenda como funciona

A Faixa 1 é considerada como de interesse social, pois os imóveis são subsidiados até noventa e seis por cento pelo Minha Casa, Minha Vida com recursos do FAR (Fundo de Arrendamento Residencial). Por conta do valor do subsídio representar a maior parte do valor dos imóveis, as famílias pagam prestações entre R$25,00 e R$80,00 por mês durante 120 meses (10 anos).

Requisitos


  • Não possuir imóvel próprio no município em que pretende adquirir um moradia do MCMV;
  • Não possuir imóvel próprio (quitado ou financiado) em qualquer região do Brasil;
  • Ter mais de 18 anos ou ser emancipado;
  • Ser brasileiro ou naturalizado no país;
  • Possuir CPF (Cadastro de Pessoa Física) regular junto a Receita Federal;
  • Ter renda familiar bruta entre zero e R$1.600,00 (Importante: as famílias que ganham acima de R$1.600,00 serão automaticamente excluídas da Faixa I do Minha Casa, Minha Vida;
  • Não ter sido beneficiado por programas habitacionais, seja ele do Município, Estado ou da União;


Posso ter o nome sujo?

As famílias que ganham até R$1.600,00 se enquadram na faixa I do MCMV, portanto são consideradas de interesse social. Como o governo subsidia até 96% do valor dos imóveis não será feito consulta aos órgãos de proteção ao crédito, e nem análise de risco. Essa regra é válida apenas a primeira faixa do Minha Casa, Minha Vida, não sendo aplicada a segunda e terceira faixa.

Como se inscrever

O cadastro e seleção das famílias na faixa I (um) é de responsabilidade das prefeituras de cada município. Como o número de moradias é menor do que a demanda habitacional, poderá ser realizado sorteio entre os candidatos inscritos. Não é possível realizar o financiamento diretamente com a Caixa, Banco do Brasil ou Construtoras, pois os imóveis são considerados de interesse social, portanto existem moradias construídas especialmente para este grupo. Verifique junto ao seu município se as inscrições estão abertas.

Nota importante: os imóveis da faixa 1 não podem ser vendidos antes de 10 anos após a assinatura do contrato.

2 comentários:

  1. precisa estar casado para adquirir o projeto minha casa minha vida?

    ResponderExcluir
  2. Ha 9 anos que eu tento me cadastrar no projeto minha casa minha vida e não consíguo já fui prefeitura do meu município e as pessoas que me atendem só diz que não sabem me informar.Tanto tempo indo atras sem resposta parece propaganda enganosa.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...