Como funciona o Minha Casa Minha Vida no Piauí

O Piauí está reduzindo seu déficit habitacional graças ao programa Minha Casa Minha Vida do Governo Federal, através dele as famílias que vivem nos municípios do estado podem financiar uma casa ou apartamento com prestações que cabem no bolso. Antigamente só tinham acesso ao financiamento da casa própria aqueles que tinham uma renda alta, pois os juros e prazos tornavam as parcelas do financiamento caras. Desde o lançamento do MCMV mais de um milhão de casas e apartamentos já foram entregues as famílias brasileiras, agora o programa está na sua segunda fase e a meta é contratar mais de 2 milhões de moradias para a população.


No Piauí várias cidades já receberam ou ainda irão receber imóveis do programa, entre elas podemos citar: Teresina, Parnaíba, Picos, Piripiri, Floriano, Campo Maior, Barras, União, Altos, Pedro II, José de Freitas, Oeiras entre outros municípios. São mais de 50 cidades em todo o estado do Piauí que estão cadastradas no programa do Governo Federal.

Quem pode participar 

Podem participar famílias com renda de zero a R$5.000 e que não possuam casa própria ou financiada. O Cadastro para aquelas que tem renda abaixo de R$1.600 deve ser feito na sua prefeitura, ou pela ADH (Agência de Desenvolvimento Habitacional) nos períodos por ela definidos, consulte se há inscrição aberta para o seu município no site da ADH. Já aquelas famílias com renda superior a R$1.600 a solicitação do financiamento poderá ser feita diretamente a Caixa Econômica Federal ou pelo Banco do Brasil.

Para participar é necessário que o titular do contrato não tenha casa própria e ainda não tenha sido atendido por programas habitacionais, sejam eles da esfera municipal, estadual ou federal. Quanto menor a renda maior os benefícios e subsídios concedidos pelo governo federal
0 comentários:
Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...